Tudo novo, é ano novo.

28 dez

Odeio retrospectivas, mas também não sou muito fã de perspectivas. Assim como não vou fazer o meu “saldo” do ano passado, não terei planejamentos pro ano que vem.

Porém, ontem fui surpreendida com a seguinte pergunta: “tá, mas como foi teu ano, o que tu achou?”. Me dei conta que meu ano foi dividido em duas partes, primeiro e segundo semestre, algo bem definido. 

O primeiro semestre foi tranquilo, de muito trabalho, muito estresse enquanto o segundo minha vida virou do avesso, ficou tudo calmo, com muito trabalho também, mas calmo, leve, gostoso.

Enfim, acabei fazendo um leve saldo do passado, mesmo não querendo. E agora, me pego pensando: qual a necessidade de só pensarmos no passado e no futuro uma vez por ano? Por que só no ano novo? Fria e estupidamente, todos os dias são novos, todos os meses são novos. Meio estúpido ter que determinar uma data única para traçarmos metas e repensarmos as cagadas.

Deveríamos fazer isso diariamente, antes de dormir: o que eu posso melhorar amanhã, o que foi bom hoje e o que não foi. Simples, mas diário…

Desejo a todos, bom inicio de 2013, com mais amor na vida das pessoas. Amor a si mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: