Liberdade

22 abr

antigamente eu até entenderia, mas nos dias de hoje eu não consigo entender.as pessoas começam a namorar e perdem a individualidade, a personalidade, a liberdade. que isso? num mundo em que se busca mais amor, mais liberdade, mais tudo, as pessoas se resumem ao que a outra espera/faz ou qualquer coisa do gênero.
vi pessoas geniais abandonarem projetos muito bons porque começaram a namorar. Ok, ok, entendo que o tempo fica mais curto, eu já namorei e não foi por pouco tempo, mas eu não deixei de mão meus projetos, nem ele. Pelo contrário, havia uma ajuda mútua, um empurrava o outro, para frente, pra cima, não atrasava os planos, ajudava a acelerar…
Me orgulho de tudo que constui e que ajudei a constuir.
Mas o que me choca é ver pessoas capazes de mais, muito mais, e que largam tudo por um relacionamento. Não julgo ngm, cada um faz o que que de sua vida, lógico, mas gente, por favor, mais amor próprio também. Ninguém vai sair correndo ao ver a pessoa ao seu lado realizar seus sonhos e se sentir feliz.
aprendi que não devemos desistir dos sonhos até tentar realizá-los. se não der, ok, mas caso contrário, abandonar assim, por abandonar, aie gente, por favor, sejamos adultos e encaremos a realidade, amores vão e vem toda hora, e a chance de realizar um sonho?
pra mim, é mais fácil acham um novo amor… rs

Enfim, tô chegando a conclusão que namorar nos dias de hoje significa morar junto em uma semana, em dividir a cama todas as noites, de seg a seg, sem tempo para dormir um dia sozinho e acordara com saudade, sem a chance de planejar algo, sozinho, não necessariamente para conquistar sozinho, mas algo mais pessoal. que seja, tô começando a me assustar com toda essa liberdade entre os relacionamentos, onde um tem que estar todo o tempo conectada a outra pessoa, onde a liberdade aprisiona e a prisão liberta. acho que relacionamentos tão se tornando complexos, chatos, cansativos e tornam as pessoas mais presas, menos elas mesmas, como se fosse necessário sonhar sempre os dois juntos, realizar, só se for junto, caso contrário, esquece teu passado, teus sonhos antigos, teus desejos de adolescente, de fazer “quando fosse grande”. Aquela vontade de pular de paraquedas ou acampar no mato, agora que tás namorando, não tens mais o direito de querer isso, se a outra pessoa não quiser também…

É, prefiro a liberdade com a solidão do que uma liberdade acompanhada dentro da prisão, sem poder sonhar e realizar sozinha, o que eu considero essencial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: