sobre viagens/sobre viajar

6 ago

Conversando com diferentes grupos de pessoas a respeito de viagens e a vontade de viajar, me dei conta que eu quero o mundo, quase que literalmente (eu deveria comprar um globo, isso sim!!)

Enfim, cada vez mais me dou conta que vou morrer sem conhecer metade do que eu gostaria, pois sim, queria girar o mundo, conhecendo culturas, países, pessoas, tudo que eu tivesse direito de vivenciar em cada local que eu fosse. Mas né, isso exige muito além de tempo, dinheiro… exige muito além que eu possa.

Mas ao mesmo tempo que isso me entristece muito, me tira o foco de milhares de coisas que quero fazer, me motiva a seguir querendo. Acho que sou movida ao querer, termino um projeto com outro na cabeça, não nasci pro marasmo. Mas seguindo o baile. Acho que uma das coisas mais ricas que se pode fazer na vida é viajar.
Queria ter mais tempo para viajar, mais tempo porque hoje não posso largar tudo e ir para outra cidade me aventurar. Ok, poder eu posso, mas sei que não devo mais, muito mais por motivos profissionais que pessoais, bem na verdade.

Admiro minha irmã (que eu duvido que leia meu blog!!!) que largou tudo, inclusive namorado, para ir viajar, e nunca mais voltou. Admiro muito. Sei que ela foi querendo nunca mais voltar, será que é por isso que eu aprendi que a saudade é algo normal de se sentir? (okay, voltando…. dislexia faz parte da minha escrita!! haha).

Retomando o assunto proposto inicialmente…
Acho que mesmo que a viagem seja curta e perto ela nos faz rever conceitos e nos perceber de uma forma diferente.
Amo viajar, acho que meu lugar é no mundo e não enraizada. Descobri que eu preciso de pouco para me sentir feliz e conexão 24horas por dia não é uma delas, um banho quente e uma cama pra dormir me são o suficientes para terminar bem um dia.

Muita gente acha que viajar é fugir da realidade, pff, eu viajo para me encontrar. Sério. Quanto mais viajo mais eu me percebo como gente. hahaha

Okay, that’s it. Só sei que ultimamente o que mais penso é que quero viajar, pra um destino único, local onde me sinto em casa, segura que amo mais que minha própria pátria (fazer o quê?).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: