Archive | agosto, 2014

sobre sonhos

28 ago

Todos valem a pena, desde que sonhados de forma pura e verdadeira, desde que não se percam nos pensamentos, desde que se corra atrás deles.

 

 

a que ponto chegamos

15 ago

Pois bem. É isso mesmo, a que ponto chegamos!! A que ponto a sociedade chegou. Essa que se diz tão desenvolvida e avançada, para mim, tem andado para trás…

É bem mais fácil viver sem ver mendigos, sem encarar a pobreza, a falta de emprego, ao uso excessivo de drogas. É bem melhor não precisar encarar as pessoas que vivem a margem da sociedade. Sim, me refiro aos marginais e não aos delinquentes!

Não gosto de ver pessoas passando fome, lógiico que não, tenho coração! Mas me incomoda por saber que posso fazer muito pouco, infelizmente!! 

Momento que a sociedade busca tanto ajudar ao próximo, me parece que mais faz isso para postar no Facebook e dizer a todos o quão “legal” e “bonzinho” pode ser, enquanto que, em contrapartida, vira as costas para a própria família! É minha gente!!!

Vejo cada dia mais que temos um cotidiano puxado, robotizado, sem tempo para pensar, e cada dia mais lembro das poucas pessoas que são como Sofia, do livro Mundo de Sofia. Gosto dessas pessoas (desculpem quem não leu o livro, mas deveria!!), admiro elas, e muito.

A cada notícia que leio, ou comentário que escuto, enquanto escrevo esse texto, mais me dou conta dos problemas caóticos que temos que encarar diariamente, das milhões de coisas erradas. E sim, sigo falando em relação das pessoas que vivem a margem da sociedade. Acho lamentável encarar isso como algo que deve ser meio que deixado de lado, a necessidade de tapar o sol com a peneira de todos os problemas sociais.

O consumismo exacerbado e desnecessário só aumenta e aumenta, isso me cansa! Tudo que você compra, você REALMENTE precisa? E aquele monte de roupas que você não usa há dois anos, porque ainda ocupam o seu armário? É, tem gente passando fome, e muita comida indo pro lixo, gente passando frio, e muita roupa jogada as traças. 

Infelizmente, isso parece que não vai mudar nunca, quase nada… Infelizmente vejo pouca luz no final do túnel.