Arquivo | maio, 2017

#girlboss

19 maio

girboss

Quem ainda não assistiu Girl Boss, corre pro Netflix e vê. É uma série bem divertida que fala de muitas coisas, sobretudo de amizade. Faz a gente ter vontade de levantar da cama e ir conquistar os sonhos. A história de Sophia é clichezona, mas pouco importa, vale cada minuto de cada episódio.

Assistindo Girl Boss, pensei muitas coisas e uma delas é que são poucas as séries que tratam o empreendedorismo partindo do zero, de alguém quebrando a cara e depois conquistando seu “lugar ao sol”, com muito esforço. Ok, não lembrei de nenhuma outra na verdade. Todas as histórias que eu escuto e leio de empreendedorismo são de pessoas que tiverem uma ideia genial e ficaram ricas, simples assim!! Desde vendas de cupcakes até venda de roupinhas de bebê com tema zen. Pessoas que largaram seus empregos para terem qualidade de vida e oh meu deus!, estão trabalhando de casa e ganhando milhões e viajando o mundo. Em GirlBoss, o papo é BEM DIFERENTE! É uma guria que não tem muito, mas tem criatividade, boa vontade e bom gosto, e partindo disso cria uma loja no e-bay, mas não vai pensando que daí vem todo o sucesso e deu, que nada, daí que a história desenrola, e para todos os lados… desde a vida amorosa dela, familiar e profissional. Tudo se enrola e desenrola, como ‘na vida real’, que a gente infelizmente não consegue separar uma da outra para resolver as coisas em tempo hábil.

Sophia, em GirlBoss dá um show do que é ser mulher nos tempos de hoje, não depender da família e ser solteira. De ter que correr atrás, se preocupar com tudo, e às vezes jogar tudo pro ar. Uma dica de série para mulheres e homens se divertirem, repensarem se estão apenas trabalhando ou fazendo o que gostam. Admiro quem consegue tocar um trabalho próprio, com automotivação, diariamente correndo atrás, sem deixar a peteca cair na hora do problema, admiro muito, até porque, espero ter esse gás um dia e tirar do papel minhas ideias.

Segue o trailer de Girl Boss!

Anúncios

é dia de feira

18 maio

feira

Se tem algo que me faz feliz é ir na feira. Quando preciso ir nessas feiras de rua, atrolhadas de gente fico absurdamente irritada, porém, ter que ir no sacolão (estilo uma feira, em local fechado, que funciona todos os dias) eu fico muito animada, mais ainda quando vou sozinha e posso passear bastante, calmamente olhando todas as opções de coisas para fazer comida!

Ah sim, quinta-feira é meu dia eleito para ir no sacolão comprar as coisas para casa e principalmente para fazer comida pra Lucy (meu cachorro, que não come mais ração!). Enfim, o sacolão tem muitas opções de verduras, frutas, legumes e para completar descobri hoje que tem mudas de temperos. Lá funciona de uma forma muito prática (pelo menos nesse maior que vou aqui nos Ingleses): tem um preço único R$2,49, para tudo, que dizer, praticamente tudo, o que não é este valor, por exemplo os verdes (alface, rúcula, radite, etc), custam R$1,69 e tem uma plaquinha, assim como o que custa mais o que R$2,49. É super organizado, limpo, sempre tem vários funcionários vendo se as coisas estão boas e se todas as gândulas estão cheias. O atendimento é ótimo. Mas, tem coisas que ainda não me acostumei…. Funciona tipo um supermercado só com a parte de “feirinha”, porém, não tem saquinhos para colocar as coisas, só sacolas e eu tenho o péssimo costume de querer colocar tudo meio que junto (na hora de pesar ok, porque os valores é o mesmo para quase tudo), mas na hora de carregar e guardar em casa é pura burrice.

Quem tiver a chance de ir a um sacolão um dia, recomendo. Comprar coisas saudáveis, fresquinhas, saborosas, num lugar organizado, limpo e com bom atendimento, não tem coisa melhor.

Eis mais uma experiência delícia de morar na praia. 😀 vida mais saudável sim, com mais qualidade e mais feliz.

Assim, chego à quarta semana morando aqui. Somando ótimas experiências (mesmo depois de uma gripe que me deixou quatro dias na cama), cheia de alegria, leve, sorridente e extremamente agradecida pela oportunidade de estar aqui.

sobre morar na praia

12 maio

Todos dizem que é lenda, mas ir à praia todos os dias depende exclusivamente da tua boa vontade! (ou seja, acordar cedo e ir antes do trabalho, nem que seja para dar “um cheiro” no mar!).

Ok, são apenas três semanas que eu tô morando na praia, mas tem coisas que já se tornaram muito claras para mim:

  1. é como morar no interior, só que com MAR! e com a leveza que só praia permite existir;
  2. sim, as pessoas andam mais a vontade! só usa jeans quem tá indo trabalhar em algum lugar que exija isso;
  3. nada (lojas) abre sábado a tarde e domingo, exceto o supermercado grande e as farmácias;
  4. todo mundo te cumprimenta na rua, com um oi, mas cumprimenta (pelo menos na minha rua é assim);
  5. bicicleta é off rules total, regras de trânsito para quê? PORÉM, os nativos mega respeitam ciclistas e pedestres;
  6. não existe conteiners e não tem lixeira nas ruas, e NÃO TEM LIXO NO CHÃO!!!!!! é muito limpinho aqui, o pessoal respeita as lixeiras dos prédios, separam o lixo direitinho e cada prédio é responsável por colocar seu lixo na rua no dia que passa o caminhão;
  7. todo dia, pontualmente às 12h30, passa um carro vendendo ovos graudos, com uma música engraçada q eu não paro de rir;
  8. a casa toda tem areia, todos os dias, mesmo que ninguém saia de casa! ela entra pela janela, eu acho;
  9. teu cabelo sempre parece sujo de maresia, ou seja, haja creme de hidratação;
  10. a internet é uma bosta, comparada com a que eu tinha em Porto Alegre, mas não me faz alta alguma ter uma internet bombástica;
  11. os valores começam a mudar aos poucos, querendo ou não, sobre tudo, sobretudo, quando se fala em aquisições;
  12. ter uma bicicleta é indispensável para sobrevivência e idas ao supermercado;
  13. sacolão é vida;
  14. bolsa: artigo de luxo desnecessário;
  15. coisa ruim? para mim, só o ar seco que eu demoro para me acostumar, e até lá…. sinusite faz parte dos meus dias!

Pode parecer meio que exageiro, mas morar na praia tem mais coisas legais do que eu poderia imaginar, mesmo quando eu pensava que um dia eu ia morar na praia… mesmo quando eu desejava isso profundamente!!!