Arquivo | fevereiro, 2013

caos

24 fev

As pessoas acreditam mais do que deveriam naquilo que lhes é dito e pouco naquilo que sentem ou pensam.

Lógico que é difícil assumir qualquer posição contrária numa sociedade preconceituosa e hipócrita como a nossa, mas, como disse a Carrie, do Homeland, ser honesto é tão bom, falar a verdade é tao gostoso.

Tenho tanto medo de morrer sem ter dito que amo às pessoas que amo, sem ter falado que valeu a pena tudo que passamos juntos, mesmo que tenha terminado… Tenho medo de morrer sem ter dito a verdade, ou pior, sem ter dito nada.

A vida nos coloca em várias enrascadas, às vezes acredito que são testes de paciência ou algo assim. Porque tem dias que só pode ser isso. Mas acho que não é bem a vida, somos nós mesmos que fugimos das nossas verdades para vivermos “melhor”. Traduzindo: para sermos aceitos por aqueles que nos rodeiam. Só que quando nos damos conta, estão todos vivendo de meias verdades, meios sentimentos, de metades.

Não sei como alguém vive de metades, de meias verdades. Eu sou intensa, gosto disso, mesmo que me faça sofrer as vezes. Alguns dizem que isso é doença, eu acho que é ser verdadeiro, comigo.

Enfim, o que eu quero dizer com tudo isso é que aquele papo de dizer que amamos alguém nunca é de mais, eu concordo e pratico.

Não pouco esforços para dizer que gosto d quem eu gosto. Assim como, mesmo furiosa, falo “eu te amo” para os meus pais quando dou tchau.

Engraçado isso, mas conheço tanta gente com dificuldade de dizer “eu te amo”. Eu amo, intensamente, incondicionalmente, exageradamente, mesmo que um dia eu deixe de amar, enquanto amei, foi real.

E tudo volta para o amor.

Acho que to ficando obcecada com o assunto. Ou apaixonada! Não seriam, quase, a mesma coisa?

Okay. Não vou ficar pirando aqui, mas eu acredito no incondicional e intenso. acredito no amor, no real, na honestidade (e como preso por isso) e sobretudo em ser verdadeiro.

Pratique, diariamente, ser verdadeiro consigo mesmo. Não precisa estampar pro mundo, basta você abrir os olhos pela manhã e saber o que queres, o que sentes. Faz bem, alivia, tranquiliza.

that’s fine

23 fev

Não adianta, tem coisas que eu não consigo compreender, que vão além do meu alcance de imaginação e tal.

Será que alguem tem a capacidade de me responder?

Acho que não.

Ok, sobrevivi a tanta coisa até hoje, mas hoje morri! Morri por perceber que o que eu tinha certeza, aquilo que me acalmou e me fez sorrir não era verdade, morri porque percebi que minha mente é capaz de fantasiar algo para acalmar meu coração.

Percebi que meu coração tá machucado, quebrado e que eu não tentei concertar, que eu não quero concertar.

Percebi que apesar de despedaçado ele ainda pulsa e pode bater tão forte que assusta, por outros motivos.

É isso. Não sei oque é, não sei porque e não quero entender mais nada.

Assumo a responsabilidade da merda, assumo a dor e a alegria de tudo que passou, mas mais que tudo, assumo a sensação de liberdade que tenho agora.

Assumo que, apesar de tudo, valeu a pena, cada segundo, cada beijo, cada suspiro, cada momento, cada bom dia, cada boa noite e cada sorriso, pois todos os momentos foram verdadeiros, para mim, foram intensos, foram nossos.

Agora? moving on, como tem sido há tanto tempo.

Agora? é sorrir, manter vivo na memória o que vale a pena!

Romances de carnaval

22 fev

Isso é  tipo de coisa que acontece e ponto.

Quem já viveu sabe do que falo.

Quem não viveu? Todo ano tem carnaval. Vale a pena, pois faz suspirar e, pra mim, tudo que me arranca suspiros vale a pena.

Egoísmo

19 fev

As pessoas são egoístas por natureza e não serei hipócrita em dizer que eu não sou.

As escolhas mais sábias que eu fiz até hoje foram grandes atos de egoísmo, mas também foram as que me deixaram mais feliz. Sou a favor de compartilhar, de ser solidário e tudo mais, mas um pouco de egoísmo não faz mal a ninguém, muito pelo contrário.

Tem coisa mais chata do que ir a uma festa que não está afim só para agradar outra pessoa? Acho pior ficar na festa com cara de bunda o tempo todo.

As pessoas confundem egoísmo com maldade. Sou contra egoísmo por pura maldade,  ou que machuque alguém intencionalmente, mas sou a favor de egoísmo por bem estar.

Aquela coisa de tomar decisões que sejam pra ti mesmo e não para os outros…

Não entendo porque as pessoas confundem o significado de coisas como egoísmo, humildade, ignorância, amor, desculpa, perdão…. Levam muitas coisas ao extremo e distorcem seus significados reais. Enfim, não sou a senhora entende tudo, mas sei que é muito bom amar, que egoísmo faz parte e muitas vezes faz bem e desculpas a gente aprende a dar, não é algo natural e rápido. E perdão? a gente até tenta, se esforça, mas aquilo que machuca, a gente nunca esquece…

Enfim, era de egoísmo que eu falava né?!

Good luck Roberta

8 fev

Por motivos que ficarão claros depois, recomento o filme Good Luck Chuck (nitidamente de onde tirei o título!)

Pois é, tô pensando em fazer o roteiro de um longa: Good luck Roberta (em português não funciona, sorry! sem tradução!)

Resumindo a parte que interessa do filme: é a história de um cara que sempre depois que uma mulher transa com ele ela encontra o amor da vida dela.

Okay, comigo não é tão assim! Até onde eu saiba! rs

O negócio é o seguinte, os caras que eu me envolvi (passado, amém! freedom no presente!) por algum motivo que eu não sei, sempre tiveram algum anseio profissional que eles temiam enfrentar, sei lá, que eles não iam adiante, tinham medo e tal. Ex. um deles queria muito se mudar para SP, mas tinha medo de arriscar. Depois que terminei, ele foi chamado pra ir lá, sem nem procurar.

É um exemplo pontual, mas não vou falar de todos os casos. Mas é isso, Good Luck Roberta, faz sua vida profissional melhorar. Fico feliz por eles, pelos exs, o problema é que eu só participo da parte cansativa, desgastante, de levantar a moral do cara, de fazer ele acreditar nele, no trabalho dele e tudo mais. E na hora de tomar o chopp pra comemorar, oi? Não tô mais lá.
Pode soar egoísta isso, mas juro que não é.

Sei que pensei nisso hoje por mais um caso isolado que fiquei sabendo, do caso mais recente, e dessa vez fiquei chateada, pois era para eu estar lá, comemorando. Não posso reclamar pois eu não quis estar lá. Mas acho que eu gostaria que as coisas tivessem dado certo um pouquinho antes do que deram. Ou que ele tivesse a dignidade de me contar que deram.

Feliz por eles que tiveram sorte comigo em suas vidas e sei que pode e deve ser só coincidência, mas gosto de acreditar que tive um dedinho, pelo menos na parte de incentivar, de mostrar como o trabalho deles era bom e deveria ser mostrado. Até porque, naquele momento mais dificil, eu era quem tava ali do lado.

Mas, sorte mesmo teve a próxima namorada, que viu ele ganhar os parabéns ao invés de ter que limpar as lágrimas dele quando sentia medo.

 

Happiness

7 fev

Engraçado pensar em felicidade num momento em que tantas coisas horríveis estão acontecendo no mundo todo e principalmente em baixo do meu nariz.

Mas não adianta, um lado egoísta e nada hipócrita é mais forte do que eu e assume meus pensamentos e modo de viver. Um dia eu também vou morrer, então não adianta nada eu ficar triste, só vou deixar de aproveitar as coisas boas que tenho pra fazer e viver e sentir enquanto to viva.

Já sofri muito e por muito tempo e sei que terei dias amargos e tristes, mas enquanto consigo focar no que é bom e ser otimista, eu sigo fazendo isso.

Tento sempre tirar o melhor proveito de tudo que vivo. Pensar, não nas lições, mas nas coisas boas que aconteceram!

Para todo mal há algo bom. Meu lado otimista não deixa eu ver de outra forma. (mais uma coisa que eu tenho que agradecer a alguém que não faz mais parte da minha vida, mas que está presente nas minhas lembranças diariamente e que me mostrou a melhor Roberta que podia existir em mim!! tks Dude, por mais isso! – apesar de eu saber que tu não vais ler isso!).

Enfim, desejo a felicidade de todos, até pq gente feliz não enche o saco! haha

Falando sério, quando falando que a felicidade está na gente, eu discordo. Acho que está na nossa capacidade de focar no que nos faz feliz. Apesar do caos que está ai fora, nas coisas ruins eu lembro de tudo que me faz sorrir antes de sair da cama quando acordo e antes de pegar no sono, a noite. E acho que são as pequenas coisas que me movem, que fazem eu ver que vale a pena, tudo na vida, até as dores.

Só para finalizar, nada como uma boa música, uma boa cia e uma cerveja bem gelada. Termino assim meu texto. Celebrando o amor, a alegria, a amizade, a música, a cerveja e o amor (eu já tinha falado de amor? se já, celebra-se duas vezes!)!

 

Proust.

 

 

Sobre amores

5 fev

Aprendemos, ou não, muitas coisas sobre amor ao longa de nossas vidas. Meninas crescem com a ilusão  do príncipe encantado, meninos, eles aprendem que não devem demonstrar sentimentos.

Mas antes de tudo isso aprendemos a amar a família e os amigos. Ah os amigos, esses a gente meio que esquece logo com a primeira paixonite, mas sempre volta a lembrar deles no primeiro fora. Amigos amigos, depois de começamos a namorar “sério”, noivamos e casamos, a maioria das pessoas esquecem de seus amigos. Não é por mal, mas aquele que está ao nosso lado, diariamente, é o nosso “novo melhor amigo”.

Incrível. Pois na velhice voltamos a ver amigos juntos, sem estarem em casal. Acho que é porque muitos se separam ou acabam viúvos.

O que pretendo aqui é falar sobre amores, mas amores aos amigos. Pra mim, não existe amor mais puro, concreto e gostoso do que o de um amigo. É com ele que dividimos todos os outros amores e desamores, as brigas e reconcilhações, os novos e velhos romances. É com eles que damos risada ao lembrar de uma festa muito boa e maluca, e também é com ele que choramos quando alguém que amamos se vai.

Aprendi que nesta vida não tem nada mais valioso que bons amigos!

Mais do que isso, compartilhar as coisas com eles, fazer planos e dizer: meu deus descobri um lugar lindo, quero te levar lá.

Por que só as pessoas que namoram podem ter esse tipo de comportamento?

Adoro dividir as minhas descobertas de lugares: de restaurantes, bares e baladas com meus amigos e não com o carinha que tô saindo! Ou, apenas, com meu namorado.

Okay, podem falar: tu diz isso porque não tá namorando! Em legítima defesa, mesmo enquanto to namorando aprendi a por meus amigos em primeiro plano, até porque se o babaca terminar ou se eu achar outro, vão ser eles que vão estar do meu lado nesse meio tempo, para superar, para me convencer a não ligar, ou ir comigo num boteco encher a cara e acabar a noite chorando de saudades.

É são os amigos, mesmo os que não falamos todos os dias, que estão sempre ao nosso lado, nos melhores e piores momentos.

Não vejo mais minha vida sem meus amigos. Minhas sms diárias falando: meu deus, lembrei de ti porque alguém disse isso, ou porque comi aquele sorvete que tu adora, ou simplesmente pra dizer: “ele me mandou uma msg, ainda não respondi, tinha que te contar antes!”.

É amigos são pra essas coisas. O resto dos amores? Todos passam. Os [bons] amigos sempre ficam!